» » Festival de Cores



A vida simples no roceiro me fascina
Sua rosa pequenina
Vem lá na furna da serra
Onde ele fica deslumbrado a contemplar
A sementinha brotar do ventre santo da terra
Chega na roça logo assim que amanhece
Vê as plantas que florecem lhe fazendo tão feliz
E ao voltar para os braços da família
Veio rindo pela trilha o cantar de um perdiz

Na primavera, oh meu deus, o quanto é belo
Um ipê-roxo outro amarelo em sinal de gratidão
Bailam seus galhos em um festival de cores
Para salpicar de flores o seu terreiro de chão

Todas as tardes quando chega do rosado
Banha seu corpo cansado na biquinha do monjolo
E a cabocla percebendo seu cansaço
Lhe acolhe em seus braços e lhe deita no seu colo
Depois da janta tira a viola da parede
A cabocla de olhos verdes vem por perto lhe ouvir
Até a lua que fascina o universo encantada com seus versos
Se esquece de dormir

Na primavera, oh meu deus, o quanto é belo
Um ipê-roxo outro amarelo em sinal de gratidão
Bailam seus galhos em um festival de cores
Para salpicar de flores o seu terreiro de chão


Composição: Carreirito / Zé Venâncio


Sobre Edmilson Aparecido

Edmilson Aparecido é autor de diversos livros sobre vários assuntos: Religião, Auto Ajuda, Motivação. Escreve artigos para diversos sites, blogs, revistas e jornais. Como comunicador já apresentou diversos programas no Rádio. É compositor de várias músicas. Também é o criador da personagem Érika e Seus Amigos
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe Seu Comentário

Instagram

Fonte de Água Viva

Anti drogas

Curta Nossa Página